VOCÊ ESTÁ AQUI → Instituto de Teologia LogosBlog

Porque a Interpretação Literal da Bíblia é a Mais Coerente?

  

biblia-bussola-interpretacao-literal

No início dos anos 80, trabalhei em um serviço de correspondência cristão, juntamente com mais algumas dezenas de estudantes do Seminário de Dallas. Nós entregávamos certos tipos de documentos na área de Dallas e de Fort Worth.

Para esse serviço, foi necessário aprender a utilizar um guia de ruas. Com o auxílio do índice, no final do guia, ficava fácil e rápido encontrar a página certa e até o segmento da página onde se podia identificar a rua procurada. Constantemente éramos alertados: “Enquanto utilizássemos corretamente o guia de ruas não haveria erros para encontrar os endereços pretendidos”. Toda vez que ocorria um engano na busca de algum endereço, a razão era a de não ter procurado a orientação no guia com a devida atenção.

Com a Bíblia ocorre algo semelhante. Enquanto a lermos com a devida atenção, isto é, enquanto fizermos a interpretação adequada dos seus ensinamentos, não corremos o risco de nos perdermos em suas páginas ou de cometermos enganos. Então compreenderemos a Bíblia da maneira como Deus pretendia que fosse.

Continuar lendo →





Como e Porque Batalhar Pela Fé?

  

biblia-batalhar-fe

“Amados, quando empregava toda diligência, em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes diligentemente pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos” (Jd 3).

Originalmente, Judas pretendia compartilhar com seus companheiros crentes as questões da fé comuns a todos eles. Mas, o Espírito Santo o redirecionou a um assunto de maior urgência. Questões da fé “uma vez por todas… entregue aos santos” estavam sendo tanto sutilmente solapadas como profundamente pervertidas. Hoje em dia acontece o mesmo que naquele tempo. Todos os santos (isto é, cristãos – Ef 1.1; Cl 1.2, etc.) devem batalhar diligentemente pelos ensinos da fé “dados por inspiração de Deus” (comp. 2 Tm 3.16).

Continuar lendo →





11 Passos Para Estudar a Bíblia Com Eficiência

  

estudar-a-biblia-11-passos

O estudo da Bíblia é sempre uma questão de motivação. Geralmente na vida encontramos tempo para fazer o que realmente desejamos fazer. Se virmos o valor da Palavra de Deus, sem dúvida iremos desejar estudá-la. Mas, para vermos seu valor, precisaremos olhar através dos olhos da fé. Caso contrário, um jogo de futebol ou um programa de televisão serão mais atraentes e animados. A fé nos capacita a ver o valor eterno das Escrituras em contraste com o valor transitório e olvidável do resultado de um jogo de futebol.

Outra grande ajuda para a motivação é sermos responsáveis por um grupo de estudos bíblicos que se encontra regularmente, ou por uma classe de Escola Dominical. Isto exerce pressão sobre a pessoa, fazendo-a sossegar para estudar em preparação para sua aula.

Continuar lendo →





Saiba Como Funciona a Capelania Escolar Evangélica

  

capelania-escolar

A capelania escolar é um tema pouco pesquisado no Brasil. Apesar de ser uma área vasta e com muito potencial de abrangência, contudo a literatura escrita a respeito é bastante escassa. As bibliografias encontradas atualmente acabam focando duas áreas mais exploradas, como a capelania militar e a capelania hospitalar. Já a capelania escolar quase não é pesquisada em nosso país, apesar da existência de instituições de ensino centenárias que desde sua fundação têm utilizado essa ferramenta ainda que informalmente.

Essa é uma das grandes dificuldades encontradas nos documentos históricos dos colégios confessionais ao se buscar a atuação dos primeiros capelães. A despeito de todas terem uma atuação plena de capelania, a maioria das escolas não registra esses feitos com o mesmo termo usado na atualidade.

====================

Torne seu MINISTÉRIO muito mais frutífero!
Curso Para Professores e Líderes da Escola Dominical...
Curso Pregador Completo... (comece agora!)
Estude Teologia à Distância... (comece agora!)

====================

A Capelania Escolar

Entende-se por “capelania escolar” ou “capelania educacional”, o ramo da capelania voltada para a ação pastoral dentro das escolas ou instituições de ensino (creches, educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, cursinhos, EJA e universidades).

Podemos definir capelania como: “Um serviço de apoio e assistência espiritual comprometida com a visão da integralidade do ser humano (corpo, emoções, intelecto, espírito)”. Sua função é a de orientar e encorajar nos momentos de crise, reavivando a fé e a esperança de quem necessite, fazendo-se presente nos momentos de crises da vida, compartilhadas no aconselhamento pastoral, nas visitas aos hospitais, consolando e trazendo alento nos velórios.

Público -Alvo da Capelania

A capelania escolar possui um público-alvo variado, que parte dos alunos e seus familiares ou responsáveis diretos até os colaboradores do corpo docente e administrativo; enfim, todos os que se envolvem ou são envolvidos no processo educativo e que estejam passando por conflitos nas esferas pessoal e familiar.

A atuação mais comum no ambiente escolar desempenhada pela capelania é:

  • Cultos com alunos;
  • Aulas de ensino religioso ou educação cristã;
  • Aconselhamento pastoral;
  • Presença nos velórios e sepultamentos;
  • Cultos especiais, devocionais setoriais e nas formaturas;
  • Visitação a enfermos em hospitais e nos lares;
  • Avaliação de material didático;
  • Distribuição de literatura confessional;
  • Palestras que ofereçam assuntos relevantes com orientação bíblica envolvendo alunos, pais e professores;
  • Incentivo e acompanhamento de grupos de oração e devocionais de alunos e de funcionários;
  • Assistência social e o incentivo aos trabalhos voluntários e filantrópicos.

A capelania escolar evidenciou-se em muitas das escolas confessionais evangélicas no Brasil. Essas escolas foram organizadas no século XIX, sendo que muitas delas tinham a finalidade principal de evangelizar, para isso eram necessárias à alfabetização e a educação do povo. Entre os batistas, presbiterianos e metodistas, surgiram os grandes colégios, fundados por missionários norteamericanos que vieram para o Brasil. Paralelamente ao trabalho educativo, os pastores realizavam o aconselhamento pastoral e a evangelização, ensaiando os primeiros modelos de capelania escolar.

Desafios da Capelania Escolar

Apesar de muitas escolas de origem protestante ainda permanecerem firmes no cenário educacional brasileiro e a cada dia surgirem mais escolas evangélicas novas, o oferecimento de serviços de capelania parece encolher ou ser menos presente a cada década. Não obstante, aumenta a sua necessidade e crescem os desafios que as escolas enfrentam, aos quais a capelania poderia ajudar em muito como suporte ou em sua solução.

Segundo a ABIEE (Associação Brasileira de Instituições Educacionais Evangélicas), cerca de 60% dos alunos matriculados nas escolas confessionais evangélicas não são evangélicos.

Atualmente, tem sido colocada sobre a capelania uma grande expectativa, a de buscar caminhos para lidar adequadamente com as crises familiares, institucionais e sociais que todos estão sofrendo. Cabe à capelania trilhar caminhos que influenciem o ambiente escolar para lidar com a expectativa que as famílias estão colocando sobre as escolas confessionais, ciente, de que a expectativa superará as condições e as possibilidades do serviço que os profissionais capelães podem oferecer.

No entanto, infelizmente: “As escolas cristãs não estão cumprindo o aspecto de sua missão evangelizadora e pastoral, que estava na gênese de sua criação e no sonho dos pioneiros que as fundaram, e que as diferenciavam das outras escolas seculares”.

O serviço de capelania, em uma escola confessional, contribui de forma decisiva na identificação da mesma, pois sua existência revela que o discurso da confessionalidade não se restringe a uma fundamentação teórica, ou a uma simples ligação institucional ou denominacional. Mas revela que sua prática em favor dos necessitados concretiza sua fé por meio de atos solidários para com os que sofrem e em ações que refletem sua cosmovisão cristã.

Recomendamos, portanto, que os que assim procedem façam o quanto antes um bom Curso, ainda que à distância, para aprimorarem o seu conhecimento e dar sentido às suas experiências.

Por isso, estamos disponibilizando o CURSO DE CAPELANIA completo TOTALMENTE GRÁTIS, para quem adquirir agora qualquer um dos nossos cursos de Teologia.





Você Sabe o Que é Ser Capelão Evangélico?

  

capelania-duvidas-respondidas

A Capelania ganhou muita força nestes últimos anos, principalmente no Brasil pelas Lideranças Evangélicas, já que os hospitais, presídios, escolas, universidades e outras instituições vêm se preocupando com a qualidade no atendimento das pessoas com carências espirituais, afetivas e emocionais, necessitando de uma pessoa capacitada, com estímulo e entusiasmo.

O Curso de Capelania é um dos cursos mais procurados pelas lideranças evangélicas do mundo inteiro. O objetivo da Capelania é de oficializar esta atividade dentro das Leis do nosso Pais.

Para isso é necessário o treinamento e capacitação do Capelão para desenvolver suas habilidades dentro das áreas social e religiosa com qualidade.

Porém, é comum a maioria dos interessados em tornarem-se capelães ainda terem dúvidas sobre a Capelania, por isso, disponibilizamos este guia rápido com algumas dúvidas e respostas.

Quais São os Requisitos Para Ser Capelão?

É necessário que a pessoa que entende o chamado do SENHOR e quer servi-Lo através do serviço Capelâmico, busque se aprofundar nas questões relacionais, especialmente no segmento Psicoteológico.

Preferencialmente, se tiver cursado um bom seminário teológico saberá como responder às controvérsias apologéticas contemporâneas. Indispensável que seja uma pessoa de oração, versada na Bíblia (2 Timóteo 2:15), e que não se cansa de buscar conhecimento, a fim de dirimir dúvidas teológicas, vivenciais, relacionais e procurar estar informada sobre as interações no diálogo inter-religioso.

Todo Capelão Militar é Concursado?

Sim e não! Sim, os Capelães Militares passam por concurso interno ou externo e certamente existem requisitos básicos para que possam concorrer ao cargo desejado. Mas, alguns pastores e religiosos podem fazer voluntariamente o serviço de Capelania Militar, quando apresentam projeto especifico para isto nos Quartéis e Corporações, de acordo com a necessidade local.

Os Capelães das Forças Armadas São Concursados?

Sim. Os Capelães da Marinha, do Exercito e da Aeronáutica passam por concurso público externo, cujo quesito principal é ser bacharel em Teologia e, normalmente, tenha experiência como pastor e liderança eclesiástica. Sabe-se até o momento que, aqui no Brasil esta oportunidade tem sido oferecida apenas ao público masculino.

Por que Alguns Capelães São Remunerados e Outros Não São?

No Brasil o serviço religioso de Capelania tem sido oferecido voluntariamente. Mas, sabe-se que as Escolas confessionais remuneram seus Capelães porque estes fazem parte do quadro de funcionários.

Isto não significa que as Igrejas não possam ou não devam oferecer uma ajuda de custo, sustento ou ofertar aos seus laboriosos missionários urbanos que realizam Capelania nas Escolas Públicas.

Portanto, é preciso deixar claro que exercer o serviço religioso de Capelania é, primeiramente, atender a um chamado vocacional da parte de DEUS.

A Capelania Pode Ser Reconhecida Como Missões Urbanas?

Por que não? Precisamos aceita-la como missão, já que é um atendimento à vocação e, ela responde aos anseios locais de alcançar os não alcançados no meio urbano e de forma integral se for possível.

Seja no hospital, na escola, na universidade, junto à guarda portuária, aos centros de apoio aos refugiados, nas empresas e organizações, aos recasados, encarcerados, nos funerais, nos asilos ou orfanatos; em todos os casos a Capelania vai ao encontro do citadino para leva-lo ao conhecimento da Salvação e dar-lhes apoio emocional, aconselhamento e mentoria.

Ter uma identificação de Capelão é Suficiente Para o Trabalho de Capelania?

Se o Capelão obteve através de curso uma carteira para facilitar sua entrada em locais onde pode ser praticada a Capelania e ele prescindir os estudos em função desta facilidade estará cometendo um grande equívoco com o passar do tempo.

Obter conhecimento nunca será suficiente para nos levar a compreender a alma humana em sua totalidade e complexidade. Como já foi dito anteriormente, quanto mais nos aprofundarmos nas questões Psicoteológicas, melhor. Isto porque nos deparamos com a miséria da alma humana em muitas situações e estamos falando de Pessoas. Quanto mais nos solidarizamos com o próximo, maiores as chances de levá-lo ao conhecimento de Cristo.

Quanto à admissão em qualquer órgão público ou privado para exercer Capelania, certamente, terá melhor êxito se for recomendado pela igreja do Capelão, independente de ter uma carteira ou não, até porque o serviço de Capelania não é autônomo e deve ter a Igreja como enviadora, parceira e até sustentadora, seja em intercessão ou remuneração.

Qual a Utilidade do Credenciamento de Capelania?

Por muitas razões, uma delas é ter a liberdade de fazer uma esporádica visita no leito de enfermidade, obviamente num hospital. A visita esporádica pode requerer a apresentação de um emblema, uma carteira de identificação, normalmente da Ordem Nacional de Capelania Cristã ou de outra organização voltada para o primor deste serviço.

A apresentação da carteira ou crachá de Capelania, certamente possibilita o ingresso em locais os quais pessoas sem a qualificação capelânica não tem permissão para entrar.

Outra razão importante, no caso fiscalização trabalhista, se o Capelão for abordado para provar que faz seu serviço voluntariamente, ou seja, não está inserido no quadro de funcionários daquele local de trabalho, poderá provar que pertence a outro regimento e é mero serviçal em Missão do Reino.

Estudar Capelania me Torna um Capelão?

Não necessariamente. A pessoa que realiza um curso de Capelania, seja presencial ou à distância, seja de extensão ou uma oficina, somente será considerada de fato uma Capelã desde que, naturalmente, exerça a função. Notoriamente será considerada de direito e de fato quando, além de frequentar um curso e se preparar para isto, for para o campo missionário.

Por Que é Recomendável um Seminário de Capelania?

Normalmente, os Seminários despertam os vocacionados, oferecem informações preciosas e o caminho das pedras até mesmo para quem já fez algum curso de Capelania, independente da modalidade.

São expostas experiências e há troca de ideias numa dinâmica vivencial, porque se entende que a Oficina tem a primazia de oferecer aprendizado contínuo para quem precisa se reciclar e atualizar-se em sua vocação.

Novas literaturas, eventos e organizações sérias sempre são lembradas nas Oficinas e Clínicas de Capelania. Isto sem contar as mudanças legislativas, acordos associativos e o surgimento de novos parceiros, que viabilizam a caminhada do Capelão de forma mais suave e segura.

Visitação é o Mesma Que Capelania?

Definitivamente não. Fazer uma visita não é o mesmo que exercer, sistematicamente e comprometidamente, a função ou a tarefa de Capelania seja em que campo for.

O voluntário pode, variavelmente, visitar um campo prisional a cada semestre periodicamente, por exemplo, mas isto não faz dele um Capelão. A exemplo disto podem ser citados os pastores.

A Capelania, como uma função extra pastoral, pode ser realizada por pastores independente se estes tenham realizado ou não algum curso de Capelania.

Entretanto, é possível que algumas pessoas façam, sistematicamente, visitas nalgum campo em obediência ao seu chamado vocacional e que ainda não tenham frequentado qualquer Curso ou Oficina, por qualquer que seja a razão. A falta dalgumas diretrizes e técnicas específicas pode colocar em risco o bom nome desta classe operária do Reino.

Recomendamos, portanto, que os que assim procedem façam o quanto antes um bom Curso, ainda que à distância, para aprimorarem o seu conhecimento e dar sentido às suas experiências.

Por isso, estamos disponibilizando o CURSO DE CAPELANIA completo TOTALMENTE GRÁTIS, para quem adquirir agora qualquer um dos nossos cursos de Teologia.





3 Passos Para Você se Tornar um Capelão Evangélico

  

capelania-maos-dadas

Você tem aptidão para servir outros como capelão? Um capelão oferece orientação espiritual a pessoas que enfrentam circunstâncias difíceis. Por exemplo, hospitais, prisões e instalações militares costumam ter um capelão disponível para aqueles necessitados de apoio religioso. Se essa profissão admirável parece ser a escolha certa para você, é necessário buscar uma certificação de um conselho de certificação de capelania reconhecido nacionalmente. Siga para o passo 1 a fim de aprender mais sobre como ser um capelão.

Continuar lendo →





Como Estudar a Bíblia com o Método Analítico

  

biblia-estudo-analitico

Analisar algo é estudá-lo em seus pormenores, detalhe por detalhe, tendo o cuidado de anotar todos os aspectos por menores e mais insignificantes que eles pareçam ser. Se o método sintético pode ser comparado com o olhar para uma biblioteca como um todo, o método analítico significa pegar um por um dos livros e analisá-los.

É básico para o completo conhecimento da Palavra, deparar-se com o porquê do escritor ter dito o que disse do modo que disse. Outra vez, o objetivo é reconstruir tão claramente possível o pensamento original do escritor.

Aqui podem e devem ser usados os princípios de observação, interpretação, correlação e aplicação. Dentro da observação use todas as perguntas básicas para qualquer texto: Quem? O quê? Quando? Onde? Por que? Como?

Continuar lendo →





Devocional Novo Testamento – Mateus Capítulo 1

  

 

Livro da Geração de Jesus Cristo, filho de Davi, Filho de Abraão. Abraão gerou a Isaque, e Isaque gerou a Jacó, e Jacó gerou a Judá e a seus irmãos. Jessé gerou ao Rei Davi, e o rei Davi gerou a Salomão. E, depois da deportação para a Babilônia, Jeconias gerou a Salatiel, e Salatiel gerou a Zorobabel. De sorte que todas as gerações, desde Abraão até Davi, são catorze gerações; e, desde Davi até a deportação para a Babilônia, catorze gerações; e, desde a deportação para Babilônia até Cristo, catorze gerações. Ora, o nascimento de Jesus foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo. E ela dará a luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o povo dos seus pecados.

O capítulo 1 de Mateus é bem interessante pois, além de ser o primeiro do Novo Testamento, também é o único a mostrar toda a genealogia de Jesus Cristo… E isso tem um peso muito forte para nós os cristãos, por dois motivos principais:

Continuar lendo →





Panorama da Bíblia – Livro do Gênesis

  


Você sabia que as 3 grandes perguntas da humanidade (de onde eu vim, qual minha missão e para onde eu vou) são respondidas no livro do Gênesis?

Por isso, é muito apropriado que o livro do Gênesis seja o primeiro da Bíblia, afinal ele fornece toda a fundamentação para o desenrolar da revelação posterior.

É apartir do Gênesis que adquirimos confiança em todos os outros livros da Bíblia, pois todas as grandes doutrinas apresentadas até o Apocalipse, têm seu desenvolvimento iniciado neste primeiro livro.

Na versão hebraica, o título Gênesis, corresponde à primeira palavra do livro, que é “bereshit”, significando “origem, criação, começo de alguma coisa ou princípio”.

Continuar lendo →





Lutero, Calvino, Armínio e a Teologia da Salvação

  

arminio-calvino-lutero-salvacao

Lutero, Calvino e Armínio foram grandes reformadores e organizadores da Teologia Cristã, favorecendo a nós, hoje, um entendimento mais claro e amplo da Bíblia Sagrada, pois dedicaram suas vidas a romperem com um sistema teológico sincrético e tendencioso aos interesses da liderança eclesiástica da época.

Podemos dizer que a grande conquista desses reformadores foi trazer de volta aos cristãos o verdadeiro cristianismo assim como ele de fato é, com base nas escrituras e não como era ensinado de forma errônea pelos líderes daquela época, na morte de Cristo para a salvação e não pelas obras ou pelo que cada um pudesse pagar como estava sendo feito naquele tempo.

Continuar lendo →