VOCÊ ESTÁ AQUI → Instituto de Teologia LogosBlog

Quem é Deus? Uma Introdução à Teologia Própria

  

A parte da Teologia que trata sobre Deus é chamada de Teologia Própria.

Apesar de muitas teorias sobre a não existência e inatividade de Deus, contrariando o que a Bíblia nos mostra, dentre as quais podemos citar o Ateísmo (negação de Deus), o Agnosticismo (não se pode conhecer Deus), o Panteísmo (Deus é tudo em todos), o Deísmo (Deus não pode se revelar à humanidade) e o Materialismo (a única realidade é a matéria), o cristão não deve de forma alguma duvidar da existência e atividade de um Deus que sobre tudo e todos.

É interessante atentarmos para o fato de que a Bíblia não trata da questão da existência de Deus, pois por si só, ela demonstra a existência de um Ser Superior, Todo-Poderoso com capacidade para “produzir” um livro que atravessa séculos, sem tornar-se defasado ou mentiroso: tudo é cumprido à risca e seus ensinamentos valem para os dias atuais tanto quanto para as eras mais remotas da criação do mundo.

Continuar lendo →



A Escola Dominical da Sua Igreja Motiva Seus Alunos?

  

A Escola Dominical sempre será uma agência motivacional. Sempre motivará pessoas a transformarem a si mesmas, os outros, a sociedade em que vivem.

É interessante notarmos que o primeiro passo para motivar os que estão ao nosso redor, é motivarmo-nos a nós mesmos. Quebrarmos o ciclo da nossa própria mediocridade que reflete em nossa falta de fé, descrença em nosso potencial, ou naquilo que nos potencializa.

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem” (Hebreus 11.1).

“Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Romanos 8.35).

“Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Filipenses 4.13).

Jesus nos ensinou uma lição que, podemos perfeitamente, aplicar ao estado de mediocridade das pessoas. Ele disse:

“E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não vês a trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão” (Mateus 7.3-5).

A nossa mediocridade é exteriorizada quando demonstramos determinadas atitudes em nossas vidas. Vejamos alguns exemplos:

Continuar lendo →



O Verdadeiro Líder e Suas 4 Principais Motivações

  

Antes de entendermos a motivação em si e suas origens, precisamos entender o que é um líder. Não entenderemos a causa (motivação) se não visualizarmos o efeito (liderança).

Então, o que é liderar? Muito diferente do que alguns pensam ou idealizam, o líder é alguém que consegue incentivar, exercer autoridade e extrair resultados positivos das pessoas, da sua equipe.

Liderança é o exercício constante do líder em influenciar pessoas em uma missão. O líder, principalmente, é o que consegue influenciar pessoas; e não, necessariamente, esse influenciador é a pessoa que está no “poder”, mas que exerce autoridade na equipe. Muitas vezes, determinados membros da equipe influenciam mais e exercem maior autoridade do que o líder constituído.

Líder idealiza, orienta, dirige, exige, disciplina, delega tarefas, recompensa, corrige o foco, visualiza horizontalmente (estou preparando um texto sobre a visualização horizontal do líder).

Entendendo o papel do líder, podemos compreender a necessidade, importância e resultados da motivação para o líder.

Continuar lendo →



As Vantagens e as Desvantagens da Escola Dominical – Parte 3

  

“Toda vantagem tem suas desvantagens.” É o que diz um provérbio latino. Teria, também, a Escola Dominical essa duplicidade? Seria, essa escola de educação cristã, um ambiente, no qual ao mesmo tempo que tem vantagens, apresenta desvantagens?

O que começou, tendo como base a necessidade de transformar uma sociedade com um futuro “comprometido”, por conta da “delinqüência” das suas crianças; hoje, em muitos lugares, tornou-se apenas um “encontro marcado”, uma oportunidade de “tirar algumas dúvidas” sobre a Bíblia. Em outras: apenas uma tradição, ou obrigação repassada por gerações de líderes à liturgia atual.

É bem verdade, que nenhum sistema educacional cristão (aquele que é fundamentado na Bíblia Sagrada), deveria ter desvantagens. Afinal, qual a desvantagem de conhecer o Todo-Poderoso que domina sobre o Universo, o Senhor dos senhores, o Rei dos reis, o Criador de tudo e de todos, o mantenedor da vida; o “Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Isaías 9.6)?

Continuar lendo →



As Vantagens e as Desvantagens da Escola Dominical – Parte 2

  

No primeiro artigo sobre as vantagens e desvantagens da Escola Dominical, nós analisamos o fato de a Escola Dominical ser considerada atraente pelos que a lideram, porém, não exercer atração suficiente naqueles que a observam.

Acredito que um dos motivos pelos quais a Escola Dominical teve um grande declínio, foi o fato de que os conceitos sobre a mesma foram tomando formas diferentes. Aquela que antes tinha foco nas pessoas, passou a ter foco no processo: métodos, projetos, modernização, etc.

Recentemente, discutindo questões relativas à atratividade da Escola Dominical sobre as pessoas, um fato chamou-me à atenção:

“Quem te algum conhecimento secular e bíblico, consegue acompanhar o conteúdo ministrado. Porém, infelizmente, quem não tem esse pré-conhecimento, fica prejudicado nesse processo. É o caso da maioria dos idosos, novos-convertidos e analfabetos.”

Quantas Escolas Dominicais têm direcionado seu processo para atender essas demandas? Todos aqueles que participam de nossas Escolas Dominicais, têm um real entendimento daquilo que é ensinado?

Continuar lendo →



As Vantagens e as Desvantagens da Escola Dominical – Parte 1

  

Para quem é apaixonado por Escola Dominical como eu, pode estar se perguntando: é verdade que há desvantagens na Escola Dominical? Porquê? E quais são essas desvantagens?

Outro pode estar pensando: é um absurdo um artigo que fale das desvantagens da Escola Dominical, pois isso não existe!

De coração, eu também gostaria que a Escola Dominical não tivesse suas desvantagens. Mas é inevitável! Tudo tem dois lados: o bom e o ruim. O que dá resultado e o que impede os resultados.

Em uma série de 3 artigos quero falar acerca das vantagens e desvantagens da Escola Dominical, pois elas nos dão uma visão panorâmica de como não deve ser uma Escola Dominical, bem como, de um modelo que realmente funcione, pois vivemos um momento na história religiosa e cristã no Brasil, onde muita coisa não funciona mais, tendo em vista a nossa ignorância espirutal, falta de foco e visão, desregramento espiritual, descrédito nas coisas divinas, enfim… Vivemos como se nossa situação diante de Deus não nos trouxesse problemas espirituais, psicológicos e até físicos. Basta olharmos para o mundo ao nosso redor!

Continuar lendo →