VOCÊ ESTÁ AQUI → Instituto de Teologia LogosBlog

As Vantagens e as Desvantagens da Escola Dominical – Parte 3

  

“Toda vantagem tem suas desvantagens.” É o que diz um provérbio latino. Teria, também, a Escola Dominical essa duplicidade? Seria, essa escola de educação cristã, um ambiente, no qual ao mesmo tempo que tem vantagens, apresenta desvantagens?

O que começou, tendo como base a necessidade de transformar uma sociedade com um futuro “comprometido”, por conta da “delinqüência” das suas crianças; hoje, em muitos lugares, tornou-se apenas um “encontro marcado”, uma oportunidade de “tirar algumas dúvidas” sobre a Bíblia. Em outras: apenas uma tradição, ou obrigação repassada por gerações de líderes à liturgia atual.

É bem verdade, que nenhum sistema educacional cristão (aquele que é fundamentado na Bíblia Sagrada), deveria ter desvantagens. Afinal, qual a desvantagem de conhecer o Todo-Poderoso que domina sobre o Universo, o Senhor dos senhores, o Rei dos reis, o Criador de tudo e de todos, o mantenedor da vida; o “Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Isaías 9.6)?

Continuar lendo →



As Vantagens e as Desvantagens da Escola Dominical – Parte 2

  

No primeiro artigo sobre as vantagens e desvantagens da Escola Dominical, nós analisamos o fato de a Escola Dominical ser considerada atraente pelos que a lideram, porém, não exercer atração suficiente naqueles que a observam.

Acredito que um dos motivos pelos quais a Escola Dominical teve um grande declínio, foi o fato de que os conceitos sobre a mesma foram tomando formas diferentes. Aquela que antes tinha foco nas pessoas, passou a ter foco no processo: métodos, projetos, modernização, etc.

Recentemente, discutindo questões relativas à atratividade da Escola Dominical sobre as pessoas, um fato chamou-me à atenção:

“Quem te algum conhecimento secular e bíblico, consegue acompanhar o conteúdo ministrado. Porém, infelizmente, quem não tem esse pré-conhecimento, fica prejudicado nesse processo. É o caso da maioria dos idosos, novos-convertidos e analfabetos.”

Quantas Escolas Dominicais têm direcionado seu processo para atender essas demandas? Todos aqueles que participam de nossas Escolas Dominicais, têm um real entendimento daquilo que é ensinado?

Continuar lendo →



As Vantagens e as Desvantagens da Escola Dominical – Parte 1

  

Para quem é apaixonado por Escola Dominical como eu, pode estar se perguntando: é verdade que há desvantagens na Escola Dominical? Porquê? E quais são essas desvantagens?

Outro pode estar pensando: é um absurdo um artigo que fale das desvantagens da Escola Dominical, pois isso não existe!

De coração, eu também gostaria que a Escola Dominical não tivesse suas desvantagens. Mas é inevitável! Tudo tem dois lados: o bom e o ruim. O que dá resultado e o que impede os resultados.

Em uma série de 3 artigos quero falar acerca das vantagens e desvantagens da Escola Dominical, pois elas nos dão uma visão panorâmica de como não deve ser uma Escola Dominical, bem como, de um modelo que realmente funcione, pois vivemos um momento na história religiosa e cristã no Brasil, onde muita coisa não funciona mais, tendo em vista a nossa ignorância espirutal, falta de foco e visão, desregramento espiritual, descrédito nas coisas divinas, enfim… Vivemos como se nossa situação diante de Deus não nos trouxesse problemas espirituais, psicológicos e até físicos. Basta olharmos para o mundo ao nosso redor!

Continuar lendo →



Grandes Pensadores Cristãos: John Stott

  

John Robert Walmsley Stott… Poucos cristãos trouxeram uma sensação de perda tão grande quanto a dele no mundo evangélico. Foi o que constatamos quando em 2011, pelas complicações de sua idade avançada, faleceu um dos pensadores mais influentes da história da igreja cristã.

stott_1958622b

Quando o tínhamos, talvez não o valorizássemos tanto. Parece que muitos da igreja evangélica teve um sentimento similar àquele de dia de finados, quando se levam flores para os túmulos de quem pouco se visitou em vida. Talvez agora seja mais visitada a obra de John Stott do que quando ele estava entre nós.

Continuar lendo →



Grandes Pensadores Cristãos: Jürgen Moltmann

  

Se há um homem que pode, sem nenhuma injustiça, ser considerado o maior símbolo vivo da Teologia, esse homem é Jürgen Moltmann. Isso se dá tanto pela sua história de vida quanto pela sua mente impressionante.

1798234_728915297192768_8496789275111062377_n

Existe uma coisa chamada “quase”, que significa muitas vezes, a diferença entre viver e morrer, ser e não ser, conseguir ou não conseguir.

Bem, foi uma providência de Deus para a vida de um homem que quase morreu na segunda guerra mundial. Mais tarde ele seria considerado um dos maiores teólogos dos séculos XX e XXI.

Nada melhor que as palavras dele mesmo para descrever a situação desesperadora em que se encontrara:

Continuar lendo →



Grandes Pensadores Cristãos: Milton Schwantes

  

Os grandes homens de Deus acabam deixando filhos e netos. Não apenas no sentido familiar. Deixam gerações de cristãos após si. São sempre muito reprodutores de vida em Cristo.

Claro que grandes pensadores como Milton Schwantes acabam transmitindo um legado um pouco “incômodo”. Nos colocam uma pulga atrás da orelha. E dão a mim e a você amado leitor, uma opção:

10366008_728913023859662_5001197129677501001_n

  • Paramos para pensar. Refletimos naquilo que nos incomoda, que nos denuncia e ao mesmo tempo liberta. Não obrigatoriamente concordando. Mas sabendo que devemos ser como a flecha, que para atingir o alvo precisa ser tocada pelo vento, e mudar de direção, como previsto no cálculo do atirador (Deus, que nos lança).
  • Ou simplesmente, sob a desculpa de estarmos firmados, não dialogamos, não refletimos, não mudamos de opinião. Assim, não nos santificamos, também não crescemos, não expandimos a compreensão. E fechados num MUNDINHO DENOMINACIONAL, perdemos de vista o Cristo do planeta Terra, para o qual quatro paredes é uma gaiola impossível!

Continuar lendo →



Grandes Pensadores Cristãos: Soren Kierkgaard

  

Quem não já passou por crises e vendavais na vida? É praticamente uma pergunta retórica. Vez por outra ficamos às voltas com aflições e angústias que não podemos sequer começar a entender como chegaram a nós e tão pouco um meio de solucioná-las.

A depressão e a ansiedade são características marcantes de nossa época. E com o mundo cada vez mais em choque de culturas, não é nada errôneo dizer que estamos, eu e você, caro leitor, vivendo num tempo de grave crise existencial, como jamais visto.

soren-kierkegaard

Vejo muita proximidade desse caos ideológico do nosso mundo do século XXI com a histórica de um pensador dinamarquês e pastor, chamado Soren Kierkgaard.

Combateu o pensamento racionalista hegeliano, no qual dialética comanda os eventos na evolução da mentalidade humana e da história como um todo. Suas ideias deram luz à corrente existencialista.

Continuar lendo →



O Modelo Bíblico Para um Ministério Teológico Saudável

  

Em artigos anteriores, foram apresentados alguns problemas da igreja cristã. Problemas estes que já haviam sido abordados por Paulo no Novo Testamento e por C. H. Spurgeon, mais recentemente. Paulo afirmava que a igreja passaria momentos de dificuldade intensa, inclusive no período neotestamentário. Já Spurgeon apresentou os problemas vividos pela igreja no século passado.

10686697_728848033866161_8131664839998194291_n

Infelizmente esses problemas da igreja, tais como, liberalismo, pragmatismo, prosperidade, não ficaram no passado, são hoje tão ou mais presentes que naquelas épocas. Hoje a igreja sofre de uma enfermidade que a assola gravemente, a saber, a diluição do Evangelho, a desvalorização do sacrifício de Jesus Cristo, a banalização da teologia e uma falta de compromisso tal com as Sagradas Letras que faz com que emane do seio de igrejas heresias tais que desvirtuam o Evangelho conduzido pessoas muitas vezes honestas em sua fé, mas ignorantes na Escritura ao caminho da perdição.

Continuar lendo →



Como Identificar uma Igreja sem Evangelho

  

Em artigo anterior apresentamos as perspectivas do apóstolo Paulo e do príncipe dos pregadores C. H. Spurgeon acerca da decadência ou declínio que passaria e que passou a igreja cristã. Esse declínio segundo esses homens de Deus se deve a alguns fatores e logicamente teve e tem suas consequências. As consequências da diluição do Evangelho de Jesus Cristo podem ser vistas no meio evangélico em dias de hoje sem muito esforço, ou ainda pior sem esforço nenhum.

Igrejas Sem Evangelho

Mas, o que tem acorrido de tão ruim a igreja evangélica brasileira? Lamentavelmente podemos elencar uma série de fatores que tem contribuído para o engano e consequente perdição de muitos. O primeiro deles:

Continuar lendo →



O Apóstolo Paulo, Charles Spurgeon e o Declínio do Evangelho

  

O Evangelho como o conhecemos hoje é o mesmo de 20 anos atrás? Será o mesmo daqui a 20 anos? Afinal, o que mudou? Os homens? O Evangelho? A Igreja?

Ou terá sido apenas um erro de interpretação dos nossos queridos teólogos de 50 anos atrás, estando nós, hoje, com a razão em detrimento da opinião deles?

Charles Spurgeon

O Apóstolo Paulo e Spurgeon acabaram por tocar na “ferida espiritual” de muitos líderes e cristãos descompromissados com o verdadeiro Evangelho, que gera desconforto… Mas, gera vida abundante.

Descubra a opinião desses dois grandes teólogos acerca do Declínio do Evangelho.

Continuar lendo →